NOTICIA

Fies 2022: MEC divulga hoje resultado da 2ª edição

16/08/2022 12:50


Foto: https://fies2022.com.br/


O MEC (Ministério da Educação) divulga hoje (16) o resultado das inscrições para o segundo semestre do Fies (Fundo de Financiamento Estudantil), programa do governo federal para financiar cursos de graduação em instituições de ensino particulares.

Os dados estarão no site https://acessounico.mec.gov.br/fies. As inscrições terminaram no dia 12.


Para concorrer ao Fies, o candidato precisa ter feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a partir de 2010 e ter obtido nota igual ou superior a 450 pontos. Outra exigência é não ter zerado a redação.

Os candidatos que forem pré-selecionados na chamada única do Fies vão precisar complementar informações da inscrição no sistema a partir de amanhã. Para isso, eles devem acessar o site do Fies, conforme prazo determinado em edital (veja principais datas abaixo).


Já o candidato participante da lista de espera que for pré-selecionado deverá acessar o mesmo site e complementar sua inscrição para contratação do financiamento no prazo de três dias úteis após a pré-seleção ser divulgada.

O edital completo está publicado no Diário Oficial.


Cronograma do Fies


Inscrições: de 9 a 12 de agosto


Resultado da chamada única e lista de espera: 16 de agosto


Prazo para complementação das inscrições dos pré-selecionados na chamada regular: 17 a 19 de agosto


Prazo para convocação dos pré-selecionados por meio da lista de espera: 22 de agosto a 22 de setembro


Veja as principais dúvidas sobre o programa.


O que é o Fies?


O Fies é um modelo de financiamento estudantil que divide o programa em diferentes modalidades. Isso, de acordo com o governo federal, possibilita juro zero para os estudantes que têm mais necessidades e varia conforme a renda familiar do candidato.

Com ele, é possível uma maior sustentabilidade financeira ao programa a fim de garantir um acesso maior ao ensino superior. O financiado vai começar a pagar as prestações de seu curso respeitando o seu limite de renda. Isso fará com que os encargos a serem pagos diminuam.


Quem pode se inscrever?


Podem participar do processo seletivo pessoas que fizeram o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) a partir do ano de 2010, que tenham tido uma média das notas nas provas igual ou superior a 450 pontos, que não tenham tirado zero na redação e que tenham uma renda familiar mensal bruta de até três salários mínimos por pessoa.


Quais as prioridades?


Os candidatos são classificados dentro do grupo de preferência para o qual eles se inscreveram, atendida a prioridade indicada dentre até três opções de curso/turno/local de oferta escolhidas, em ordem decrescente e de acordo com as notas recebidas no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio).


As prioridades serão as seguintes:


candidatos que não tenham concluído o ensino superior e não tenham sido beneficiados pelo financiamento estudantil;


candidatos que não tenham concluído o ensino superior, mas já tenham sido beneficiados pelo financiamento estudantil e o tenham quitado;


candidatos que já tenham concluído o ensino superior e não tenham sido beneficiados pelo financiamento estudantil;


candidatos que já tenham concluído o ensino superior e tenham sido beneficiados pelo financiamento estudantil e o tenham quitado.


Os pré-selecionados na chamada única vão ser aqueles que foram classificados com base no número de vagas disponíveis no grupo de preferência.


Quem não pode se candidatar?


cuja matrícula acadêmica esteja em situação de trancamento geral de disciplinas no momento da inscrição;


que já tenham sido beneficiados pelo Fies;


que sejam responsáveis por inadimplência junto ao Programa de Crédito Educativo;


beneficiários de bolsa integral do Prouni (Programa Universidade para Todos);


beneficiários de bolsa parcial do Programa Universidade para Todos, em curso/habilitação/turno diferente daquele vinculado à bolsa Prouni;


cuja renda bruta total mensal familiar seja inferior ao valor da mensalidade do curso a ser financiado. Essa restrição não se aplica aos bolsistas parciais de 50% do Prouni e aos bolsistas complementares de 25%, pois esse grupo não passa por processo seletivo para obter o Fies.


Quais são os cursos disponíveis?


Os cursos disponíveis pelo Fies estão listados no sistema do programa, assim como o número de vagas disponíveis.


Já tenho Prouni. Posso me inscrever?


Aqueles que têm uma bolsa parcial do Prouni (Programa Universidade para Todos) podem participar do processo do Fies e financiar a parte da mensalidade que não foi coberta pela outra bolsa.


Porém, é proibido que o bolsista parcial do Prouni use as duas bolsas em cursos ou instituições diferentes.


Já o bolsista integral do Prouni só poderá usar o Fies se tiver encerrado a bolsa.


Posso mudar de curso depois da inscrição?


O candidato pode mudar o grupo de preferência e suas opções de curso quantas vezes quiser.


Porém, isso só poderá ser feito durante o período das inscrições. Vai ser considerada como válida a última inscrição feita e confirmada.


Como funciona a nota de corte?


É a menor nota para ficar entre os selecionados em um grupo de preferência com base no número de vagas e no número de candidatos que se inscreveram no mesmo grupo. No entanto, essa nota é apenas informativa. Ela não é garantia de pré-seleção no processo seletivo.


A nota de corte só será divulgada quando forem ocupadas todas as vagas disponíveis para o grupo de preferência escolhido. Ela servirá de referência para ajudar o candidato no monitoramento de sua inscrição.


Como é feito o desempate para as vagas?


Se tiverem notas idênticas no Enem, o desempate dos candidatos será feito da seguinte forma:


maior nota de redação;


maior nota na prova de linguagens, códigos e suas tecnologias;


maior nota na prova de matemática e suas tecnologias;


maior nota na prova de ciências da natureza e suas tecnologias;


maior nota na prova de ciências humanas e suas tecnologias.


O que fazer depois de complementar as informações no Fies?

Após a complementação da inscrição, o candidato precisa:

ir até a CPSA (Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento) para validar suas informações em até cinco dias contados a partir do dia seguinte ao da complementação da sua inscrição na modalidade do Fies;


comparecer a um agente financeiro em até dez dias, contados a partir do terceiro dia útil depois da data da validação da inscrição pela CPSA. Além disso, ele vai precisar levar a documentação exigida e especificada nos normativos vigentes para fins de contratação e, uma vez aprovada pelo agente financeiro, formalizar a contratação do financiamento.


Qual a taxa de juros do Fies?

A taxa efetiva de juros do Fies será zero.

Qual o prazo para terminar de pagar o curso?

Depende de cada aluno. O pagamento do financiamento vai respeitar a capacidade de cada estudante. Porém a estimativa é que o financiamento acabe em até 14 anos.

Fonte: UOL Educação

Nota Oficial: Restrições orçamentárias e financeiras impostas à CAPES

07/12/2022 08:44

ABRUC, COMUNG, ACAFE e SINDIMAN se reuni com o Grupo de Trabalho da Educação, da Equipe de Transição

07/12/2022 08:41

Estudos Educacionais: Pesquisa Inep aborda educação superior, nesta quarta (7), às 15h

07/12/2022 08:38

INSCREVA-SE PARA RECEBER NOVIDADES

Artigos, notícias e informativos sobre legislação da área da educação



CONTATO

SEPN 516 Norte, Bloco D, Lote 9,

Edifício Via Universitas, 4° andar

CEP 70.770-524 - Brasília - DF

Entrada pela via W2

(61) 3349.3300

(61) 3347.4951

(61) 3030.2200

(61) 9.9370.3311

abruc@abruc.org.br

REDES SOCIAIS

COPYRIGHT © 2018 ABRUC. A ABRUC não é responsável pelo conteúdo de sites externos.