NOTICIA

Servidores da Capes promovem manifestação contra desmonte do órgão

13/05/2022 13:13

Ação, prevista para ter início às 10h desta sexta-feira (13), culminará com abraço à sede da fundação no Setor Bancário Norte


Servidores da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), fundação vinculada ao Ministério da Educação, com apoio da Associação dos Servidores da Fundação Capes (Ascapes) e Sindicato Nacional dos Gestores Públicos em C&T (SindGCT), promovem nesta sexta-feira (13/5) protesto em frente à sede do órgão, no Setor Bancário Norte, em Brasília. Eles reivindicam melhores condições de trabalho, manutenção de expediente remoto, reformulação de edital para garantia de qualificação profissional e aumento do número de vagas. A ação terá início às 10h, com um café informativo e culminará com um abraço coletivo ao prédio-sede do órgão.


Servidores da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), fundação vinculada ao Ministério da Educação, com apoio da Associação dos Servidores da Fundação Capes (Ascapes) e Sindicato Nacional dos Gestores Públicos em C&T (SindGCT), promovem nesta sexta-feira (13/5) protesto em frente à sede do órgão, no Setor Bancário Norte, em Brasília. Eles reivindicam melhores condições de trabalho, manutenção de expediente remoto, reformulação de edital para garantia de qualificação profissional e aumento do número de vagas. A ação terá início às 10h, com um café informativo e culminará com um abraço coletivo ao prédio-sede do órgão.


Evasão


Em carta aberta encaminhada recentemente à presidência e às diretorias da Capes, a diretoria executiva da Ascapes manifesta descontentamento com a morosidade na implementação do Programa de Gestão e Desempenho na instituição e a progressiva desvalorização do trabalho e limitação de direitos. Pontua que a Capes é reconhecida pelo seu comprometimento com a expansão e consolidação do Sistema Nacional de Pós-Graduação (SNPG) e com a formação inicial e continuada de pessoas para atuar na docência da educação básica e alerta que, atualmente, a fundação tem sua missão ameaçada por um processo acelerado de esvaziamento do quadro permanente de servidores, com a constante evasão dos profissionais para outros órgãos, seja por cessão, requisição ou movimentação.

A carta aberta frisa ainda que, em relação ao Programa de Gestão, a Ascapes participou de várias reuniões sobre o tema no ano passado e o órgão manifestou-se favorável à implementação do programa com o teletrabalho na instituição. E pondera que, passados mais de seis meses desde a apresentação da proposta, não houve avançou e implementação do programa.

Alerta ainda o documento que a progressão na carreira de analista em ciência e tecnologia depende da oportunidade de qualificação profissional, além de ser uma formação importante para a qualificação dos assistentes. E ressalta que a valorização dos servidores por meio da manutenção do direito ao afastamento das atividades laborais para qualificação e formação, bem como o avanço na implementação do teletrabalho, ajudarão a frear o fluxo de evasão de servidores da casa que buscam atualmente outros órgãos. A reportagem não conseguiu falar com as assessorias da Capes e do Ministério da Educação.


Fonte: Correio Braziliense

MEC divulga datas de inscrição para Prouni, Fies e Sisu de 2023; confira calendários

29/11/2022 12:38

IV Conferência Nacional de Educação - CONAE 2022 - Inclusão, Equidade e Qualidade: compromisso com o futuro da educação brasileira

29/11/2022 12:24

Pós-Graduação: Presidente da CAPES nomeia os coordenadores das 49 áreas de avaliação

29/11/2022 12:02

INSCREVA-SE PARA RECEBER NOVIDADES

Artigos, notícias e informativos sobre legislação da área da educação



CONTATO

SEPN 516 Norte, Bloco D, Lote 9,

Edifício Via Universitas, 4° andar

CEP 70.770-524 - Brasília - DF

Entrada pela via W2

(61) 3349.3300

(61) 3347.4951

(61) 3030.2200

(61) 9.9370.3311

abruc@abruc.org.br

REDES SOCIAIS

COPYRIGHT © 2018 ABRUC. A ABRUC não é responsável pelo conteúdo de sites externos.