NOTICIA

UCB cria protocolo multidisciplinar para tratar pessoas com doença renal

10/10/2022 15:01

Programa diminui a progressão da doença, melhora o processo inflamatório dos rins e reduz hospitalizações e mortalidade

Pesquisadores da Universidade Católica de Brasília (UCB) desenvolveram um protocolo multidisciplinar, o Procardio Rim, para tratar pessoas com doença renal crônica em diferentes estágios. A equipe é formada por profissionais das áreas de nutrição, educação física, fisioterapia e medicina, o que permite um olhar global sobre o paciente e um atendimento personalizado. A doença renal crônica é caracterizada pela diminuição da capacidade dos rins de filtrar as toxinas resultantes do metabolismo.

Thiago dos Santos Rosa, coordenador do Procardio Rim e professor do Programa de Pós-Graduação em Educação Física da UCB, explica que a doença, quando mais grave, afeta múltiplos órgãos, como pulmões, coração, cérebro, músculos e ossos. “A doença renal causa muitas comorbidades, problemas cognitivos, depressão e ansiedade. Por isso o treinamento físico, associado a acompanhamentos nutricional e psicológico pode ser utilizado como uma polipílula, para melhorar vários contextos, como por exemplo diminuindo o número de hospitalizações e a mortalidade desses pacientes”, destaca.

Thaís Branquinho de Araújo, mestranda em Educação Física (CAPES/UCB), explica que o programa tem foco individualizado e que os pacientes começam fazendo avaliações que vão desde a parte musculoesquelética até cardiorrespiratórias. “O objetivo é realizar uma avaliação precisa para aplicarmos o programa de reabilitação e treinamento físico individual, pois temos pacientes que têm necessidades maiores na parte cardiovascular, outros na parte óssea, ou na cognitiva. O foco do programa é tratar a comorbidade que mais afeta o paciente”, esclarece Thaís.

A nutrição também é um fator chave, frente ao exercício físico, para melhorar a qualidade de vida dos pacientes. É o que explica Jéssica Mycaelle da Silva Barbosa, nutricionista e mestranda em Educação Física (CAPES/UCB). “Os pacientes com a doença renal crônica são pessoas mais inflamadas e essa inflamação aumenta o risco de mortalidade.  Percebemos que com o acompanhamento nutricional personalizado, conseguimos alterações positivas nos padrões cardiovasculares, moleculares e até retardar a progressão da doença, apenas ajustando o que eles estão consumindo”, pontua Jéssica.

Caio Nakashima, paciente com doença renal crônica em estágio 5, conta as vantagens do programa. “A grande vantagem é que eles não estão preocupados com o meu rim, estão preocupados comigo. Se eu melhorar, o rim melhora. Eles estão preocupados com a minha nutrição, com a atividade física, com o meu estado de espírito. Minhas taxas estão boas, ainda não preciso de hemodiálise, consigo dormir melhor e me sinto fisicamente mais disposto. Achei fantástico”, comemora.

O Procardio Rim traz benefícios tanto aos usuários como para o sistema de saúde pública do País, pois melhora a qualidade de vida dos pacientes, reduz o número de hospitalizações, de medicações utilizadas e da mortalidade desta população. Segundo dados da Sociedade Brasileira de Nefrologia, estima-se que mais de dez milhões de pessoas tenham a doença no Brasil.

Legenda das imagens:
Imagem 1: Programa Procardio Rim, atendimento individualizado para pacientes com doença renal (Foto: Divulgação)
Imagem 2: Caio Nakashima, participante do programa, com doença renal crônica em estágio 5 (Foto: Divulgação)

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) é um órgão vinculado ao Ministério da Educação (MEC).


Nota Oficial: Restrições orçamentárias e financeiras impostas à CAPES

07/12/2022 08:44

ABRUC, COMUNG, ACAFE e SINDIMAN se reuni com o Grupo de Trabalho da Educação, da Equipe de Transição

07/12/2022 08:41

Estudos Educacionais: Pesquisa Inep aborda educação superior, nesta quarta (7), às 15h

07/12/2022 08:38

INSCREVA-SE PARA RECEBER NOVIDADES

Artigos, notícias e informativos sobre legislação da área da educação



CONTATO

SEPN 516 Norte, Bloco D, Lote 9,

Edifício Via Universitas, 4° andar

CEP 70.770-524 - Brasília - DF

Entrada pela via W2

(61) 3349.3300

(61) 3347.4951

(61) 3030.2200

(61) 9.9370.3311

abruc@abruc.org.br

REDES SOCIAIS

COPYRIGHT © 2018 ABRUC. A ABRUC não é responsável pelo conteúdo de sites externos.