CLIPPING

CAPES participa de cerimônia de 35 anos da Fapemig

21/05/2021 14:20

Cláudia de Toledo destaca o potencial para transformação social das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa


O potencial para transformação social se concretiza na atuação das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa, as FAPs. A observação foi feita por Cláudia Queda de Toledo, presidente da CAPES, na cerimônia de 35 anos da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig). Ela ressaltou a importância dos representantes dessas instituições no encontro que foi realizado nesta quinta-feira, 20 de maio, por videoconferência. 

Cláudia de Toledo contou a história de uma estudante de classe média baixa que conseguiu alcançar a educação superior com financiamento da Fundação mineira. “Uma jovem, chamada Isabela, ia para universidade na carona do pai perueiro, com perua alugada, para manter a filha no grande sonho de acesso ao ensino superior” lembrou. “Ela conseguiu, por meio da Fapemig, finalizar a universidade, conseguiu premiações em relação à pesquisa, ao trabalho científico realizado”, continuou.

A cerimônia se deu na primeira reunião do Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap), que reúne a Fapemig e outras 25 fundações, com participação de Cláudia de Toledo como presidente da CAPES. 

Sediado em Brasília, o Confap reúne as singularidades dos estados e do Distrito Federal. “Uma das construções constitucionais mais bonitas é a ideia de Federação, no sentido de redução de desigualdades regionais. E, quando enxergo o Confap, no âmbito da pesquisa e no âmbito educacional, enxergo um potencial não só de transformação social, mas de realização do federalismo brasileiro”, disse Cláudia de Toledo.

A partir desses pontos, observou a presidente, a CAPES e o Confap devem manter uma atuação conjunta. A Fundação tem papel de agência de fomento federal e de principal responsável pelo Sistema Nacional de Pós-Graduação, enquanto o Confap reúne as demandas e realizações dos estados do País.

Odir Dellagostin, presidente do Confap, agradeceu à presidente pelas palavras, ressaltou a importância de se manter uma pauta comum e observou que “é por meio da CAPES que conseguimos fortalecer a pós-graduação brasileira, e é na pós-graduação em que ocorrem a pesquisa e o desenvolvimento tecnológico do nosso País”. Também falaram, e deram as boas-vindas à presidente, Márcia Perales e Roberto Germano Costa, respectivamente vice-presidente e diretor da regional Nordeste do Confap.

Sobre a fundação e o conselho

Criada em 1986, a Fapemig é a agência de indução e fomento à pesquisa e à inovação científica e tecnológica de Minas Gerais. Compete à fundação apoiar projetos de natureza científica, tecnologia e de inovação, de instituições ou de pesquisadores individuais, que sejam considerados relevantes para o desenvolvimento científico, tecnológico, econômico e social do estado.

Mais recente, o Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa surgiu em 2006. Trata-se de uma organização sem fins lucrativos que tem por objetivo promover a articulação dos interesses das agências estaduais de fomento à pesquisa científica, tecnológica e de inovação do Brasil. Atualmente, representa 26 FAPs

Fonte: CCS/CAPES



Veja também

MEC divulga datas de inscrição para Prouni, Fies e Sisu de 2023; confira calendários

29/11/2022 12:38

IV Conferência Nacional de Educação - CONAE 2022 - Inclusão, Equidade e Qualidade: compromisso com o futuro da educação brasileira

29/11/2022 12:24

Pós-Graduação: Presidente da CAPES nomeia os coordenadores das 49 áreas de avaliação

29/11/2022 12:02

INSCREVA-SE PARA RECEBER NOVIDADES

Artigos, notícias e informativos sobre legislação da área da educação



CONTATO

SEPN 516 Norte, Bloco D, Lote 9,

Edifício Via Universitas, 4° andar

CEP 70.770-524 - Brasília - DF

Entrada pela via W2

(61) 3349.3300

(61) 3347.4951

(61) 3030.2200

(61) 9.9370.3311

abruc@abruc.org.br

REDES SOCIAIS

COPYRIGHT © 2018 ABRUC. A ABRUC não é responsável pelo conteúdo de sites externos.