CLIPPING

CAPES seleciona 40 projetos sobre impactos da pandemia

22/04/2022 10:19

Propostas selecionadas foram avaliadas com nota superior a 9,5 e consideradas de excelência. Investimentos alcançarão até R$25.1 milhões.

A CAPES publicou nesta última quarta-feira, 20 de abril, o resultado final do Edital nº 12/2021Programa de Desenvolvimento da Pós-Graduação (PDPG) – Impactos da Pandemia. O documento, disponível no Diário Oficial da União e no site da Fundação, traz a lista com os 40 projetos, todos de excelência, avaliados com notas superiores a 9,5. Os investimentos alcançarão até R$25.168.000,00.

As propostas selecionadas são de instituições das cinco regiões do País e tratam de consequências da disseminação do novo coronavírus. Os temas incluem saúde mental na síndrome pós-COVID-19, redução da aptidão física, capacidade produtiva e adoecimento social, impacto da pandemia na violência doméstica contra a mulher e reflexos na aprendizagem de crianças e adultos.

As Universidades Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e de São Paulo (USP) são as instituições com mais projetos selecionados: quatro de cada. Ambas receberão 16 bolsas de mestrado, 12 de doutorado e 12 de pós-doutorado, com R$396.324,00 para custeio para a UFRJ e R$340.102,00 para a USP. Um dos trabalhos da universidade paulista é sobre saúde mental dos pós-graduandos. Já a UFRJ analisará, entre seus projetos, o agravamento da fome e da insegurança alimentar.

A Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) e a Universidade Federal Fluminense (UFF) tiveram três trabalhos selecionados. A PUC-SP, ficará com 10 bolsas por projeto (quatro de mestrado, três de doutorado e três de pós-doutorado) e a UFF, 12 bolsas de mestrado, nove de doutorado e oito de pós-doutorado ao todo. Os recursos de custeio para a instituição paulista somam R$298 mil; para a instituição fluminense, R$300 mil. Dentre os trabalhos da UFF, há um que estudará projetos remotos em plataformas audiovisuais como um legado pandêmico. A PUC-SP, por sua vez, analisará o impacto da pandemia na educação básica.

“A CAPES se faz presente em todos os momentos da pandemia. Passados dois anos, a ciência continua nessa luta, procurando decifrar os impactos causados pelo vírus nas mais diversas áreas apoiando trabalhos de alta qualidade no âmbito da pós-graduação”, explica Cláudia Queda de Toledo, presidente da Fundação.

O início dos projetos está previsto para maio.

Sobre o programa
PDPG – Impactos da Pandemia é o quarto edital do Programa Estratégico Emergencial de Prevenção Combate a Surtos, Endemias, Epidemias e Pandemias, que tem a finalidade de incentivar estudos sobre a prevenção e o enfrentamento à COVID-19 e outras doenças. Estão previstos investimentos de até R$25,1 milhões.

Legenda das imagens:
Banner e imagem dentro da matéria: Imagem ilustrativa (Foto: iStock/AIRFERREIRABELAFACCE)

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) é um órgão vinculado ao Ministério da Educação (MEC).


Veja também

Grupo de transição da Educação vai ao MEC pela primeira vez

05/12/2022 08:51

Comissão aprova proposta que permite deduzir doações a hospitais filantrópicos

05/12/2022 08:22

MEC diz que ministro não vai mais a Paris e irá 'buscar soluções' para novos bloqueios nas instituições federais

05/12/2022 08:18

INSCREVA-SE PARA RECEBER NOVIDADES

Artigos, notícias e informativos sobre legislação da área da educação



CONTATO

SEPN 516 Norte, Bloco D, Lote 9,

Edifício Via Universitas, 4° andar

CEP 70.770-524 - Brasília - DF

Entrada pela via W2

(61) 3349.3300

(61) 3347.4951

(61) 3030.2200

(61) 9.9370.3311

abruc@abruc.org.br

REDES SOCIAIS

COPYRIGHT © 2018 ABRUC. A ABRUC não é responsável pelo conteúdo de sites externos.